Passa por:
Estou de volta em: AJPM (de volta)

E também por: A J P M está de regresso



Em Estremoz:
Era uma vez um Aparelho que se deitou a parir novos autarcas ao mundo.

Paríu ABORTOS!...

Os Rosinhas


No céu cinzento/Sob o astro mudo/Batendo as asas/Pela noite calada/Vem em bandos/Com pés veludo/Chupar o sangue/Fresco da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

A toda a parte/Chegam os rosinhas/Poisam nos prédios/Poisam nas calçadas/Trazem no ventre/Despojos antigos/Mas nada os prende/Às vidas acabadas

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

No chão do medo/Tombam os vencidos/Ouvem-se os gritos/Na noite abafada/Jazem nos fossos/Vítimas dum credo/ E não se esgota/O sangue da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

São os mordomos/Do universo todo/Senhores à força/Mandadores sem lei/Enchem as tulhas/Bebem vinho novo/Dançam a ronda/ No pinhal do rei

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/ As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Este Blog surge porque: Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações
Quinta-feira, 12 de Outubro de 2006
Manifestantes exigem ao Governo novas politicas económicas e sociais para o país

CGTP juntou perto de 100 mil junto ao Parlamento

«Dezenas de milhar de trabalhadores desfilaram hoje durante cerca de duas horas frente ao Parlamento, porque não conseguiram espaço para se concentrar, para exigir ao Governo novas politicas económicas e sociais para o país.
A CGTP, que promoveu o protesto, anunciou a participação de perto de 100 mil pessoas, baseando-se no número de autocarros fretados para o transporte e no tempo que o desfile demorou a chegar a Assembleia da República.
Só do distrito do Porto vieram 102 autocarros.
A polícia, que acompanhou a manifestação, estimou que o número de participantes terá sido na ordem dos 70 mil.
O secretário-geral da CGTP, Manuel Carvalho da Silva, satisfeito com a mobilização demonstrada pelos trabalhadores portugueses, disse à agência Lusa que esta foi a maior manifestação organizada pela Intersindical desde os anos 80.
Este "protesto geral" da CGTP teve como objectivo combater as propostas do governo para a Segurança Social e para a administração pública e exigir o crescimento real dos salários, a criação de emprego com direitos e o direito à contratação colectiva.
Os manifestantes, que vieram de todo o país e sectores de actividade, concentraram-se ao início da tarde no Rossio, de onde desfilaram até São Bento, onde aprovaram no final uma moção a explicar os motivos do protesto.
No documento foram reafirmadas as reivindicações da CGTP e foi assumido o compromisso da continuação da luta em sua defesa.
Dado o elevado número de participantes, os últimos manifestantes (os trabalhadores da função pública) só conseguiram entrar no largo fronteiro à Assembleia da República por volta das 18:30.
Os milhares de funcionários públicos que integraram o protesto nacional tinham saído do Terreiro do Paço pouco depois das 15:00, depois de uma concentração frente ao ministério das Finanças.
O secretário-geral da CGTP fez uma intervenção político-sindical junto à Assembleia da República, a criticar as politicas seguidas pelo Governo.»
in: Jornal de Notícias


publicado por AJPM às 23:11
link do post | comentar | favorito

28 comentários:
De faça favor a 14 de Outubro de 2006 às 23:02
Alguém falou em políticos ou políticas? Ninguém! Então porquê continuar a insistir nessa tecla, neste momento fala-se nos maus funcionários públicos, não são nos maus políticos, assumam essa má prestação de serviço, má é favor, têm a função pública que merecem, terão as regalias que fizeram por merecer, agora se faz favor enxerguem-se, olhando para os funcionários do poder local temos a imagem perfeita de um país terceiro mundista, mãos nos bolsos a assobiar para o ar e o ordenado é a CGD que paga, que tenham vergonha, força Socrates!


De Anónimo a 15 de Outubro de 2006 às 08:43
Os maus funcionários foram metidos nas Câmaras pelos maus politicos. Pelos que por lá passaram e pelos que lá estão.


Comentar post

CONVERSE COMIGO

Citação "Real e Actual" de um Poeta e político português

«Noite. Silêncio. Lágrimas. Fantasmas

Palavras que sangrais pela raiz

como pedras cantai. Que o meu país

quer armas armas armas.»

pesquisar
 
endereço
Correio Electrónico p/AJPM
posts recentes

TESTE

Estamos em 2015

E... E... E... E... E... ...

E... E... E... E... E...

E... E... E... E...

E... E... E...

E... E...

E...

E... sempre ainda mais...

E... sempre mais...

E... ainda muito mais...

E... muito mais...

E... ainda mais...

E... mais...

E ainda mais um dos sub c...

E mais um dos sub chefes ...

Mais um dos sub chefes do...

Um dos sub chefes do chef...

O Chefe da Quadrilha

Quadrilha, Governo, etc.

Ano Novo - Vida Nova

O Governo e os Media

Arte com que dinheiro?

Portugal na Fortune

Manifestação nacional

links
links relacionados com encontro de Blogs em Alvito
ENCONTRO DE BLOGS EM ALVITO
Praça da República em Beja
Beja Beja
Alcáçovas Alcáçovas
A nossa casinha A nossa casinha
Ouguela Com Vida Ouguela Com Vida
Atribulações de um alentejano em directo Atribulações de um alentejano em directo
Gastr'eat' Gastr'eat'
Alvitrando Alvitrando
Mar Adentro Mar Adentro
Realpolitik Realpolitik
Santamargarida Santamargarida
TVAlentejo TVAlentejo
Amoralva Amoralva
Asul Asul
Confessionário do dilbert Confessionário do dilbert
Estranhos dias e corpo do delito Estranhos dias e corpo do delito
Fantasias Fantasias
arquivos

Fevereiro 2020

Março 2015

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

visitas desde 2006-05-13
www.servicont.com
blogs SAPO