Passa por:
Estou de volta em: AJPM (de volta)

E também por: A J P M está de regresso



Em Estremoz:
Era uma vez um Aparelho que se deitou a parir novos autarcas ao mundo.

Paríu ABORTOS!...

Os Rosinhas


No céu cinzento/Sob o astro mudo/Batendo as asas/Pela noite calada/Vem em bandos/Com pés veludo/Chupar o sangue/Fresco da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

A toda a parte/Chegam os rosinhas/Poisam nos prédios/Poisam nas calçadas/Trazem no ventre/Despojos antigos/Mas nada os prende/Às vidas acabadas

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

No chão do medo/Tombam os vencidos/Ouvem-se os gritos/Na noite abafada/Jazem nos fossos/Vítimas dum credo/ E não se esgota/O sangue da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

São os mordomos/Do universo todo/Senhores à força/Mandadores sem lei/Enchem as tulhas/Bebem vinho novo/Dançam a ronda/ No pinhal do rei

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/ As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Este Blog surge porque: Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações
Sábado, 12 de Agosto de 2006
Serra de Ossa
De acordo com a agenda apresentada no Portal do Governo, passível de consulta na Internet, dia 30 de Abril pelas 18h30 em Évora, na Praça do Giraldo, o Ministro de Estado e da Administração Interna, António Costa, participa na cerimónia de apresentação do dispositivo distrital de combate aos incêndios florestais para o ano de 2006.
 
O Governador Civil de Évora assiste e usa da palavra na Cerimónia de apresentação do Dispositivo Distrital de Combate a Incêndios Florestais e à apresentação da Directiva Operacional Nacional para o Combate aos Fogos Florestais. O Ministro de Estado e da Administração Interna, Dr. António Costa preside à Cerimónia, estando também presentes os representantes dos corpos de bombeiros do distrito e outras entidades.
 
Eu fui lá ver! 
E aquilo que vi foi algo que me fez lembrar a vassalagem prestada nos tempos do Estado-Novo aos representantes do Poder Implementado (uma vergonha!).
 
Então não é que:

A Serra de Ossa ardeu e na TV vi e ouvi um popular dizer que há mais de 58 anos que não via uma coisa assim.
Eu como tenho menos de 58 anos, naturalmente também nunca vi uma coisa assim.
 
Mas antes li, no Portugal Diário o artigo intitulado “Fogos com resposta em 15 minutos - Governo promete sistema de combate eficaz no próximo Verão” a primeira apresentação feita pela Máquina Rosa em Bragança dia 28 de Abril:

«O ministro da Administração Interna, António Costa, garantiu hoje que 90 por cento do território nacional terá neste Verão um dispositivo de combate a incêndios capaz de intervir em 15 minutos para impedir a propagação dos fogos.

António Costa falava em Bragança na apresentação pública do primeiro dispositivo distrital de combate a fogos florestais, uma cerimónia que vai ser repetida em todos os distritos do país.

O ministro assegurou que o propósito para esta época de fogos, que arranca a 15 de Maio, é haver «capacidade para intervir no prazo máximo de 15 minutos sobre cada incêndio nascente», procurando controlá-lo na fase inicial, evitando a sua expansão.

Segundo o ministro, esta estratégia «implicou a estruturação de um dispositivo helitransportado e pré-posicionado de meios terrestres que dá uma cobertura de 90 por cento do território nacional com uma capacidade de intervenção em menos de 15 minutos».

António Costa realçou também o «novo conceito da utilização dos meios aéreos, que serão mobilizados imediatamente para um ataque na primeira intervenção e não resguardados para a intervenção quando o incêndio está a arder já em larga escala».

Garantiu ainda que, este Verão, haverá uma maior articulação dos meios humanos (bombeiros, GNR, sapadores florestais e ambiente) «de forma a haver prontidão para intervir e não homens e mulheres exaustos por dias e dias de combate insano contra esta terrível ameaça».

O distrito de Bragança regista um reforço do dispositivo com mais um helicóptero a sul, totalizando dois meios aéreos, cerca de 1300 efectivos e 341 viaturas.

O governador Civil, Jorge Gomes, realçou a importância deste dispositivo num distrito em que a maior parte do território é constituída por áreas protegidas, nomeadamente os parques naturais de Montezinho e Douro Internacional e o parque natureza do Azibo.»

Dia 29 de Abril foi a vez de ler no Portugal Diário o artigo intitulado “Fogos: meios de combate com mais capacidade - Mais 43 por cento de capacidade de transporte de água nos meios aéreos” com a apresentação feita em Viana do Castelo, na Av. Combatentes da Grande Guerra, pela Máquina Rosa. O Ministro de Estado e da Administração Interna, António Costa, presidiu à apresentação do dispositivo distrital de combate aos incêndios florestais para o ano de 2006:

«O ministro da Administração Interna, António Costa, garantiu hoje que a capacidade de transporte de água dos meios aéreos disponíveis para combate aos fogos florestais em 2006 será 43 por cento superior à do último ano.

«Não vamos dispor de mais meios aéreos, mas haverá um aumento de 43 por cento da capacidade de transporte de água», sublinhou António Costa, que falava em Viana do Castelo, no decorrer da apresentação do dispositivo distrital operacional do combate aos incêndios florestais.

Segundo o ministro, uma das «novidades» em 2006 será precisamente o envio, de forma automática, de um helicóptero para o ataque aos incêndios nascentes, porque «é um erro preservar os meios aéreos para quando os fogos já estão descontrolados».

«Querer apagar com helicópteros um incêndio já em fase descontrolada é como querer apagar a lareira da nossa casa a conta-gotas, ou seja, é perfeitamente ineficaz», referiu.

Este ano, e na chamada Fase Bravo, que vai de Maio a Junho, o dispositivo nacional integrado de combate a fogos florestais disporá, em permanência, de 18 meios aéreos, um número que na Fase Charlie, de Julho a Setembro, subirá para 50.

António Costa disse que o Governo fez, ao longo dos últimos seis meses, «o trabalho de casa» para dotar o País de um novo quadro legal que lhe confira uma maior eficácia no combate aos incêndios, referindo, como exemplos, a Nova Lei de Bases da Protecção Civil, o Sistema Integrado de Protecção e Socorro e a alteração do Sistema Nacional da Defesa da Floresta contra Incêndios.

Sublinhou também a necessidade de «racionalizar» a intervenção dos meios humanos, definindo tarefas e missões, e a atribuição de equipamentos de protecção individual, como botas, luvas, capacetes e fatos, a todos quantos participam «no teatro das operações».

Assinalou que a maior parte dos incêndios florestais resulta de negligência humana, e, por isso, apelou à participação «de todos» na prevenção, evitando comportamentos de risco, pondo especial ênfase no lançamento de foguetes.

«É um apelo impopular, mas essencial: que este ano não haja foguetes que ameacem as nossas florestas, para que a alegria das festas e festividades não se transforme em grande tristeza», disse António Costa.

Na Fase Bravo, o dispositivo nacional contará, em permanência, com 1.780 bombeiros e 413 veículos, além de vários outros elementos da GNR, do Instituto para a Conservação da Natureza e de equipas de sapadores.

Na Fase Charlie, o número de bombeiros subirá para 5.100 e o de veículos para 1.188.

O distrito de Viana do Castelo foi um dos mais fustigados pelos incêndios em 2005, com uma área ardida que, no total, e segundo o governador civil, Pita Guerreiro, ascendeu a 27 mil hectares.»

E a lenga-lenga foi-se repetindo em todos os distritos do país, com a vergonhosa vassalagem já atrás referida.

Para quem ainda tenha duvidas o resultado das consequências do fogo na Serra de Ossa é a demonstração de eficiência da Máquina Rosa (é triste mas a verdade é para ser dita: - Estou farto e cheio de discursos cor de rosa!).



publicado por AJPM às 20:26
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

CONVERSE COMIGO

Citação "Real e Actual" de um Poeta e político português

«Noite. Silêncio. Lágrimas. Fantasmas

Palavras que sangrais pela raiz

como pedras cantai. Que o meu país

quer armas armas armas.»

pesquisar
 
endereço
Correio Electrónico p/AJPM
posts recentes

TESTE

Estamos em 2015

E... E... E... E... E... ...

E... E... E... E... E...

E... E... E... E...

E... E... E...

E... E...

E...

E... sempre ainda mais...

E... sempre mais...

E... ainda muito mais...

E... muito mais...

E... ainda mais...

E... mais...

E ainda mais um dos sub c...

E mais um dos sub chefes ...

Mais um dos sub chefes do...

Um dos sub chefes do chef...

O Chefe da Quadrilha

Quadrilha, Governo, etc.

Ano Novo - Vida Nova

O Governo e os Media

Arte com que dinheiro?

Portugal na Fortune

Manifestação nacional

links
links relacionados com encontro de Blogs em Alvito
ENCONTRO DE BLOGS EM ALVITO
Praça da República em Beja
Beja Beja
Alcáçovas Alcáçovas
A nossa casinha A nossa casinha
Ouguela Com Vida Ouguela Com Vida
Atribulações de um alentejano em directo Atribulações de um alentejano em directo
Gastr'eat' Gastr'eat'
Alvitrando Alvitrando
Mar Adentro Mar Adentro
Realpolitik Realpolitik
Santamargarida Santamargarida
TVAlentejo TVAlentejo
Amoralva Amoralva
Asul Asul
Confessionário do dilbert Confessionário do dilbert
Estranhos dias e corpo do delito Estranhos dias e corpo do delito
Fantasias Fantasias
arquivos

Fevereiro 2020

Março 2015

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

visitas desde 2006-05-13
www.servicont.com
blogs SAPO