Passa por:
Estou de volta em: AJPM (de volta)

E também por: A J P M está de regresso



Em Estremoz:
Era uma vez um Aparelho que se deitou a parir novos autarcas ao mundo.

Paríu ABORTOS!...

Os Rosinhas


No céu cinzento/Sob o astro mudo/Batendo as asas/Pela noite calada/Vem em bandos/Com pés veludo/Chupar o sangue/Fresco da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

A toda a parte/Chegam os rosinhas/Poisam nos prédios/Poisam nas calçadas/Trazem no ventre/Despojos antigos/Mas nada os prende/Às vidas acabadas

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

No chão do medo/Tombam os vencidos/Ouvem-se os gritos/Na noite abafada/Jazem nos fossos/Vítimas dum credo/ E não se esgota/O sangue da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

São os mordomos/Do universo todo/Senhores à força/Mandadores sem lei/Enchem as tulhas/Bebem vinho novo/Dançam a ronda/ No pinhal do rei

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/ As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Este Blog surge porque: Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações
Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2006
Pulhice!

Estou a ouvir o Noticiário na TV.

E Garanto que se o Sócrates estivesse na minha frente, neste momento, levava um murro no focinho (uma pessoa não é insensível).

É inadmissível que um tipo destes goze com os reformados contando histórias sobre aumentos do valor das reformas.

Em 25 de Abril quando peguei na G3 não foi para estes tipos gozarem com o Zé Povinho. É uma vergonha!

Torna-se necessário combater esta canalha do Aparelho do Partido Socialista (deixem-me desabafar).

AJPM



publicado por AJPM às 20:21
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2006
Brados do Alentejo 75 Anos

Saiu hoje dia 10 de Fevereiro o n.º 634 da 3ª Série do "Brados do Alentejo" que assinala a passagem dos 75 anos da fundação do Jornal, tendo o primeiro número visto a luz do dia em 1 de Fevereiro do ano de 1931, pela mão de Marques Crespo.

"Brados do Alentejo" com as divisas: "...outros Brados, outro Alentejo" e "Alentejo - conhece-te e dá-te a conhecer" é detentor do "Louvor de Mérito Jornalístico e Empresarial da comunicação Social Regional e Local".

Pela passagem das "Bodas de Diamante" os meus parabéns à instituição "Brados do Alentejo" a todos os que nele trabalham e nele colaboram com os seus escritos, mas muito especialmente aos estremocenses que se podem orgulhar de possuírem na sua terra um órgão de informação independente do poder instituído. "Brados do Alentejo" que é uma voz aberta e plural à expressão livre da democracia que actualmente vivemos, infeliz e tristemente amordaçada pelo poder instituído.

Ao "Brados do Alentejo" prometo voltar, com os meus escritos, quando entender que o devo fazer e que seja do interesse dos estremocenses e dos demais leitores do jornal. As portas do "Brados do Alentejo" estão abertas, mas para mim garanto que não serão um meio de responder às insinuações caluniosas do Aparelho do Partido Socialista em Estremoz, nem é esse em meu entender o papel do "Brados do Alentejo".



publicado por AJPM às 09:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

CONVERSE COMIGO

Citação "Real e Actual" de um Poeta e político português

«Noite. Silêncio. Lágrimas. Fantasmas

Palavras que sangrais pela raiz

como pedras cantai. Que o meu país

quer armas armas armas.»

pesquisar
 
endereço
Correio Electrónico p/AJPM
posts recentes

Estamos em 2015

E... E... E... E... E... ...

E... E... E... E... E...

E... E... E... E...

E... E... E...

E... E...

E...

E... sempre ainda mais...

E... sempre mais...

E... ainda muito mais...

E... muito mais...

E... ainda mais...

E... mais...

E ainda mais um dos sub c...

E mais um dos sub chefes ...

Mais um dos sub chefes do...

Um dos sub chefes do chef...

O Chefe da Quadrilha

Quadrilha, Governo, etc.

Ano Novo - Vida Nova

O Governo e os Media

Arte com que dinheiro?

Portugal na Fortune

Manifestação nacional

Continuam a meter-se com ...

links
links relacionados com encontro de Blogs em Alvito
ENCONTRO DE BLOGS EM ALVITO
Praça da República em Beja
Beja Beja
Alcáçovas Alcáçovas
A nossa casinha A nossa casinha
Ouguela Com Vida Ouguela Com Vida
Atribulações de um alentejano em directo Atribulações de um alentejano em directo
Gastr'eat' Gastr'eat'
Alvitrando Alvitrando
Mar Adentro Mar Adentro
Realpolitik Realpolitik
Santamargarida Santamargarida
TVAlentejo TVAlentejo
Amoralva Amoralva
Asul Asul
Confessionário do dilbert Confessionário do dilbert
Estranhos dias e corpo do delito Estranhos dias e corpo do delito
Fantasias Fantasias
arquivos

Março 2015

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

visitas desde 2006-05-13
www.servicont.com
blogs SAPO