Passa por:
Estou de volta em: AJPM (de volta)

E também por: A J P M está de regresso



Em Estremoz:
Era uma vez um Aparelho que se deitou a parir novos autarcas ao mundo.

Paríu ABORTOS!...

Os Rosinhas


No céu cinzento/Sob o astro mudo/Batendo as asas/Pela noite calada/Vem em bandos/Com pés veludo/Chupar o sangue/Fresco da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

A toda a parte/Chegam os rosinhas/Poisam nos prédios/Poisam nas calçadas/Trazem no ventre/Despojos antigos/Mas nada os prende/Às vidas acabadas

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

No chão do medo/Tombam os vencidos/Ouvem-se os gritos/Na noite abafada/Jazem nos fossos/Vítimas dum credo/ E não se esgota/O sangue da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

São os mordomos/Do universo todo/Senhores à força/Mandadores sem lei/Enchem as tulhas/Bebem vinho novo/Dançam a ronda/ No pinhal do rei

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/ As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Este Blog surge porque: Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações
Quinta-feira, 30 de Março de 2006
Desabafo (diz-me com quem andas...)

O comunicado que aqui se reproduz foi publicado na edição nº 10006 do jornal Diário do Sul, de 28 de Março, e é subscrito pelo órgão do Partido Socialista que maiores responsabilidades políticas detém, ao nível do distrito de Évora.

Não é o Diário do Sul um jornal oficial – ou, sequer, oficioso – daquela estrutura partidária, tendo, muito pelo contrário, uma difusão pública regional muito alargada e plural e, em razão dessa natureza, social, cultural e ideologicamente transversal.

Assim sendo, ao fazer publicar num órgão de comunicação social não partidário um comunicado deste jaez (que nos abstemos de qualificar, deixando essa simples tarefa aos leitores), os caciques do PS local dão pública expressão da marca de carácter que há muito os distingue, num timbre que, genuinamente, os iguala a si próprios, apesar da elevação torpe, sempre tentada mas raramente conseguida com tal mestria, no passado.

Atente-se na sanha com que é referido o suposto inspirador dos que ousaram (sumo sacrilégio!...) disputar democraticamente a condução política da acção do partido no concelho de Évora, desafiando a sacrossanta tradição cinzenta da "lista única", o consenso deficitário e lamacento que suporta a "paz dos cemitérios" que assombra o PS local (?).

Manuel Alegre – goste-se ou não – é um destacado militante do Partido Socialista, portador de um passado que atesta a sua integridade e faz dele uma referência moral e política, atributo que nem todos se gabarão de poder ostentar.

Se, com o aludido "posicionamento" da candidatura alternativa, se pretende a sua inspiração no exemplo e nos valores democráticos e de cidadania que aquele militante socialista personifica, estamos seguros de que todos os alternantes, sem excepção (leia-se LISTA B), o assumem com orgulho, embora não se entendam as razões porque os residentes (leia-se LISTA A) têm rebuço em fazê-lo.

E não bastando a sanha, lá está também, muito mal disfarçado, um sabor amargo de vendetta, o fel destilado pela ausência de um ressarcimento qualquer, ainda que extemporâneo e ilegítimo, capaz de mitigar a clamorosa trepa acabada de sofrer pelo candidato presidencial oficial, inconformadamente sentida pelos prosélitos que entendem, assim, ser imperativa a lavagem da honra perdida com sangue correligionário: portas adentro, entre os pares, estão os inimigos... lá fora, no terreiro da luta política, onde deveriam estar os adversários, estão – quantas vezes! – os cúmplices.

Há sempre um "dito" que se ajusta, porque a sabedoria popular – ao contrário da esperteza saloia – é funda. Na minha terra, pergunta-se:

COMO É QUE SE VAI À CAÇA, COM CÃES DESTES?!...



publicado por AJPM às 23:19
link do post | comentar | favorito

CONVERSE COMIGO

Citação "Real e Actual" de um Poeta e político português

«Noite. Silêncio. Lágrimas. Fantasmas

Palavras que sangrais pela raiz

como pedras cantai. Que o meu país

quer armas armas armas.»

pesquisar
 
endereço
Correio Electrónico p/AJPM
posts recentes

Estamos em 2015

E... E... E... E... E... ...

E... E... E... E... E...

E... E... E... E...

E... E... E...

E... E...

E...

E... sempre ainda mais...

E... sempre mais...

E... ainda muito mais...

E... muito mais...

E... ainda mais...

E... mais...

E ainda mais um dos sub c...

E mais um dos sub chefes ...

Mais um dos sub chefes do...

Um dos sub chefes do chef...

O Chefe da Quadrilha

Quadrilha, Governo, etc.

Ano Novo - Vida Nova

O Governo e os Media

Arte com que dinheiro?

Portugal na Fortune

Manifestação nacional

Continuam a meter-se com ...

links
links relacionados com encontro de Blogs em Alvito
ENCONTRO DE BLOGS EM ALVITO
Praça da República em Beja
Beja Beja
Alcáçovas Alcáçovas
A nossa casinha A nossa casinha
Ouguela Com Vida Ouguela Com Vida
Atribulações de um alentejano em directo Atribulações de um alentejano em directo
Gastr'eat' Gastr'eat'
Alvitrando Alvitrando
Mar Adentro Mar Adentro
Realpolitik Realpolitik
Santamargarida Santamargarida
TVAlentejo TVAlentejo
Amoralva Amoralva
Asul Asul
Confessionário do dilbert Confessionário do dilbert
Estranhos dias e corpo do delito Estranhos dias e corpo do delito
Fantasias Fantasias
arquivos

Março 2015

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

visitas desde 2006-05-13
www.servicont.com
blogs SAPO