Passa por:
Estou de volta em: AJPM (de volta)

E também por: A J P M está de regresso



Em Estremoz:
Era uma vez um Aparelho que se deitou a parir novos autarcas ao mundo.

Paríu ABORTOS!...

Os Rosinhas


No céu cinzento/Sob o astro mudo/Batendo as asas/Pela noite calada/Vem em bandos/Com pés veludo/Chupar o sangue/Fresco da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

A toda a parte/Chegam os rosinhas/Poisam nos prédios/Poisam nas calçadas/Trazem no ventre/Despojos antigos/Mas nada os prende/Às vidas acabadas

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

No chão do medo/Tombam os vencidos/Ouvem-se os gritos/Na noite abafada/Jazem nos fossos/Vítimas dum credo/ E não se esgota/O sangue da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

São os mordomos/Do universo todo/Senhores à força/Mandadores sem lei/Enchem as tulhas/Bebem vinho novo/Dançam a ronda/ No pinhal do rei

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/ As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Este Blog surge porque: Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações
Sexta-feira, 7 de Outubro de 2005
Eleições e princípios:
Mentalizar / Propagandear e Consciencializar / Informar

Neste momento tão próximo de mais um acto eleitoral, desta vez as eleições autárquicas e em particular as eleições para o Concelho de Estremoz, é da maior importância uma referência a dois métodos típicos dos períodos que antecedem os actos eleitorais.
Trata-se de dois métodos diferentes utilizados pelas forças políticas, junto do eleitorado e de características perfeitamente tipificadas: a “Mentalização” e a “Consciencialização”.

O primeiro, a Mentalização, é aquele a que recorrem os que utilizam a Propaganda como arma para conquistar o voto tomando conta das mentes dos eleitores levando-os a votar na “Esferográfica”, no “Boné” ou no “Cachecol”, evitando e impedindo ao máximo a utilização da capacidade de raciocínio de cada um.
O segundo, a Consciencialização, é o que utiliza a Informação no sentido do “Esclarecimento”, como arma ao dispor do cidadão para que este formule livremente a sua opinião e opte em consciência, utilizando a sua capacidade racional de homem livre.

A propaganda destinada a mentalizar os cidadãos é típica dos regimes ditatoriais e até de alguns ditos democráticos. De dois regimes, porque no primeiro caso, nas ditaduras, os cidadãos não podem falar, mas se falam todos os ouvem (é o regime dito pidesco); no segundo caso, nas ditas democracias, os cidadãos já podem falar, mas se falarem ninguém os ouve (é a situação actual do regime português).
Nesta situação real, a qual não creio que alguém possa negar ou colocar neste momento em causa, qual a posição a tomar? Como fazer ouvir a nossa voz e intervir no sistema?
Pode ser mais simples do que possa parecer. Basta que cada um assuma o seu papel, não se deixando instrumentalizar (mentalizar pela propaganda das campanhas) e decida em consciência o seu voto com base na informação que lhe chega (separando o trigo do joio). E, fundamentalmente, após o acto eleitoral, continue a participar nos órgãos autárquicos, exercendo o direito que a lei lhe concede, de estar presente e usar da palavra nas reuniões dos mesmos, expondo os seus pontos de vista, na defesa dos seus interesses.

Que lhe dizem os “slogans” da campanha?
- Os estremocenses merecem mais;
- Para mudar conto consigo;
- O melhor para Estremoz;
- Dinâmica de sucesso;
- Viver Estremoz no século XXI;
- Pela nossa terra.


Nada! A mim também não! Então não vote em “slogans”. Porque o voto em consciência é o voto da Liberdade, que nos regimes “ditos democráticos” é espezinhada com o princípio da propaganda, do compadrio, do tacho e da cunha, de que todos falamos, dizemos ter conhecimento e não denunciamos. Situação com que temos de acabar de uma vez por todas. Sabemos que aparelhos partidários não vêm tal com bons olhos mas...
No caso concreto de Estremoz, o melhor para todos, o melhor para cada estremocense, é votar em consciência.
Que o resultado eleitoral expresse os interesses da maioria dos estremocenses e não da minoria de elites partidárias (aquelas que recorrem aos métodos negativos de mentalização e propaganda atrás referidos).

Finalmente, e em particular, para os que não gostam de me ler ou não gostam que outros me leiam:
- Se houver algum leitor interessado em partilhar e debater as minhas preocupações, o Brados do Alentejo está em condições de o colocar em contacto comigo;
- Não sou candidato a nada, não estou à espera de um lugar de assessor ou secretário de um qualquer Presidente que venha a ser eleito, e mais importante do que quem sou é o que aqui escrevo;
- O meu objectivo é contribuir civicamente para o que considero ser de facto “O Melhor para Estremoz”. E o “Melhor para Estremoz” é o melhor para cada estremocense, independentemente de em quem, conscientemente, decida votar.

AJPM

In: “Brados do Alentejo - Número 625, de 7 de Outubro de 2005”


publicado por AJPM às 19:25
link do post | comentar | favorito
|

CONVERSE COMIGO

Citação "Real e Actual" de um Poeta e político português

«Noite. Silêncio. Lágrimas. Fantasmas

Palavras que sangrais pela raiz

como pedras cantai. Que o meu país

quer armas armas armas.»

pesquisar
 
endereço
Correio Electrónico p/AJPM
posts recentes

Estamos em 2015

E... E... E... E... E... ...

E... E... E... E... E...

E... E... E... E...

E... E... E...

E... E...

E...

E... sempre ainda mais...

E... sempre mais...

E... ainda muito mais...

E... muito mais...

E... ainda mais...

E... mais...

E ainda mais um dos sub c...

E mais um dos sub chefes ...

Mais um dos sub chefes do...

Um dos sub chefes do chef...

O Chefe da Quadrilha

Quadrilha, Governo, etc.

Ano Novo - Vida Nova

O Governo e os Media

Arte com que dinheiro?

Portugal na Fortune

Manifestação nacional

Continuam a meter-se com ...

links
links relacionados com encontro de Blogs em Alvito
ENCONTRO DE BLOGS EM ALVITO
Praça da República em Beja
Beja Beja
Alcáçovas Alcáçovas
A nossa casinha A nossa casinha
Ouguela Com Vida Ouguela Com Vida
Atribulações de um alentejano em directo Atribulações de um alentejano em directo
Gastr'eat' Gastr'eat'
Alvitrando Alvitrando
Mar Adentro Mar Adentro
Realpolitik Realpolitik
Santamargarida Santamargarida
TVAlentejo TVAlentejo
Amoralva Amoralva
Asul Asul
Confessionário do dilbert Confessionário do dilbert
Estranhos dias e corpo do delito Estranhos dias e corpo do delito
Fantasias Fantasias
arquivos

Março 2015

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

visitas desde 2006-05-13
www.servicont.com
blogs SAPO