Passa por:
Estou de volta em: AJPM (de volta)

E também por: A J P M está de regresso



Em Estremoz:
Era uma vez um Aparelho que se deitou a parir novos autarcas ao mundo.

Paríu ABORTOS!...

Os Rosinhas


No céu cinzento/Sob o astro mudo/Batendo as asas/Pela noite calada/Vem em bandos/Com pés veludo/Chupar o sangue/Fresco da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

A toda a parte/Chegam os rosinhas/Poisam nos prédios/Poisam nas calçadas/Trazem no ventre/Despojos antigos/Mas nada os prende/Às vidas acabadas

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

No chão do medo/Tombam os vencidos/Ouvem-se os gritos/Na noite abafada/Jazem nos fossos/Vítimas dum credo/ E não se esgota/O sangue da manada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

São os mordomos/Do universo todo/Senhores à força/Mandadores sem lei/Enchem as tulhas/Bebem vinho novo/Dançam a ronda/ No pinhal do rei

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Se alguém se engana/Com seu ar sisudo/E lhes franqueia/ As portas à chegada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada

Este Blog surge porque: Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações
Quarta-feira, 11 de Outubro de 2006
Manuel Alegre acusa:

Fonte:

Diário de Notícias

  Manuel Alegre acusa:

 

"Queiram ou não, volta a haver medo em Portugal"

Acusações explícitas e implícitas ao Governo marcaram ontem a apresentação pública do Movimento de Intervenção e Cidadania (MIC), de Manuel Alegre. Cerca de cem apoiantes do ex-candidato presidencial reuniram-se num hotel de Lisboa para escutarem a primeira intervenção do poeta, na qualidade de fundador do MIC, desde que o movimento foi oficialmente legalizado, na semana passada.

Alegre deixou no ar críticas ao Executivo socialista. Sem nunca mencionar o nome de José Sócrates, denunciou as reformas que são feitas contra as pessoas, a lógica neoliberal aplicada aos serviços de saúde, a consolidação das contas públicas encarada "como um fim em si mesma" e os despedimentos na administração pública.

"Não se pode equilibrar o orçamento à custa dos direitos sociais. Não se pode endireitar as contas públicas à custa dos doentes e dos reformados, nem da desertificação do interior", sublinhou o histórico socialista. Insurgindo-se contra a aplicação de taxas moderadoras sobre cirurgias e internamentos, o aumento dos impostos sobre pensionistas e a extinção de urgências hospitalares, Alegre deixou este aviso, sublinhado com aplausos: "A autoridade pela autoridade não faz parte da cidadania democrática, nem dos valores do 25 de Abril." E também este: "É preciso que quem exerce, com legitimidade, o poder democrático, não se feche em si mesmo nem deixe de ouvir a rua."

Elogio a Cavaco

O destinatário destas críticas não era certamente Cavaco Silva. Aliás, Manuel Alegre - que ficou em segundo lugar no escrutínio presidencial de Janeiro - não hesitou em elogiar o seu ex-adversário na corrida a Belém. Fê-lo a propósito do mais recente discurso do Chefe do Estado: "Tal como sublinhou o Presidente da República no dia 5 de Outubro, para restabelecer a confiança é preciso combater a corrupção." Sem medo, sublinhou o antigo rival de Cavaco. Mesmo reconhecendo que,
"queiram ou não, volta a haver medo em Portugal".

Ironizando com as "certidões de óbito" que os comentadores já lhe passaram, Alegre confiou a Helena Roseta - uma das porta-vozes do MIC - a apresentação do novo sítio do movimento (www.micportugal.org), que se propõe organizar debates temáticos na Internet. "A grande ferramenta que temos é o movimento em rede", disse Roseta.

Na sala, entre outros apoiantes de Manuel Alegre, contavam-se os socialistas José Leitão e Edmundo Pedro, o ex-comunista Cipriano Justo, o advogado João Correia e o jornalista João Malheiro. A 6 de Novembro realizam-se as primeiras eleições para os órgãos directivos do MIC, devendo as listas ser entregues até 30 deste mês.



publicado por AJPM às 23:59
link do post | comentar | favorito
|

CONVERSE COMIGO

Citação "Real e Actual" de um Poeta e político português

«Noite. Silêncio. Lágrimas. Fantasmas

Palavras que sangrais pela raiz

como pedras cantai. Que o meu país

quer armas armas armas.»

pesquisar
 
endereço
Correio Electrónico p/AJPM
posts recentes

Estamos em 2015

E... E... E... E... E... ...

E... E... E... E... E...

E... E... E... E...

E... E... E...

E... E...

E...

E... sempre ainda mais...

E... sempre mais...

E... ainda muito mais...

E... muito mais...

E... ainda mais...

E... mais...

E ainda mais um dos sub c...

E mais um dos sub chefes ...

Mais um dos sub chefes do...

Um dos sub chefes do chef...

O Chefe da Quadrilha

Quadrilha, Governo, etc.

Ano Novo - Vida Nova

O Governo e os Media

Arte com que dinheiro?

Portugal na Fortune

Manifestação nacional

Continuam a meter-se com ...

links
links relacionados com encontro de Blogs em Alvito
ENCONTRO DE BLOGS EM ALVITO
Praça da República em Beja
Beja Beja
Alcáçovas Alcáçovas
A nossa casinha A nossa casinha
Ouguela Com Vida Ouguela Com Vida
Atribulações de um alentejano em directo Atribulações de um alentejano em directo
Gastr'eat' Gastr'eat'
Alvitrando Alvitrando
Mar Adentro Mar Adentro
Realpolitik Realpolitik
Santamargarida Santamargarida
TVAlentejo TVAlentejo
Amoralva Amoralva
Asul Asul
Confessionário do dilbert Confessionário do dilbert
Estranhos dias e corpo do delito Estranhos dias e corpo do delito
Fantasias Fantasias
arquivos

Março 2015

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

visitas desde 2006-05-13
www.servicont.com
blogs SAPO